Mês: Dezembro 2020

Por Carlos Fragateiro com Luís Jorge Monteverde Na conferência, O que nos pode ensinar um Maestro, Benjamin Zander, conta que quando o apresentaram a Mandela disse: “É uma honra conhecê-lo, é o primeiro líder da sinfonia.” Ao que Mandela perguntou: “O que é isso?”: “Sin-phonie. Sin-fonía, soar juntos, todos os

Sempre me fascinou a Op’Art nas suas diferentes configurações. Imaginem uma tela e as figuras que ela transporta, entre concâvos e convexos, livros em pé, livros ao deitado, caixas por abrir ou superfícies de mármore estonteadas. Vêem-se estrelas de cinco ou mais pontas como se o mundo fosse pautado e transportasse cachos de diamantes ora visíveis ora invisíveis. O plano era o de subir aos píncaros do mundo pelo lado do infinito. A Língua Portuguesa é a tela que ganha formas diferentes, não opostas, mas infindáveis, tal qual plantas de um irrepreensível geometrismo, sobe e desce-se com uma musicalidade de matriz idêntica, mas várias sonoridades. Esta é a minha Língua, a minha casa onde habitam histórias talhadas na memória dos séculos. António Torrado

“A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro na vida” Vinicius de Moraes. Entrevistar Sampaio da Nóvoa, o rosto visível da congregação de vontades para que a Língua Portuguesa tivesse o seu Dia Mundial, teria que ser uma das nossas apostas para este número UM do LP-Ler

Uma entrevista com Flora Gomes, por Jusciele Oliveira1 Jusciele Oliveira – Você poderia falar um pouco sobre sua experiência como cineasta com o seu público, com a crítica, com entrevistas, debates? Flora Gomes – Eu gosto de trocar experiências criativas e pensar o meu trabalho. Agradeço a você pela coragem

LP – Como é que uma engenheira de Produção de Petróleos, pela sua formação mais vocacionada para trabalhar com uma fonte de energia poluente, se consegue afirmar como uma das referências mundiais na defesa do ambiente e ser uma das 35 finalistas da edição de 2020 do Prémio Jovens Campeões

LP – Edgar numa entrevista de 2015, numa altura em que estava a dar um espectáculo com a Orquestra de Câmara do Luxemburgo no Centro Cultural de Mamer “Kinneksbond”, afirmou que o piano era o seu melhor amigo. Hoje, passados cinco anos, ainda continua a ser? EC – Claro que

Subscrição anual do Ler o Mundo em PortuguêsConvidamos a fazer parte da nossa rede de cúmplices na concretização deste projeto.

A revista onde procuraremos dar visibilidade às potencialidades desta língua que é a nossa e mostrar como ela é um instrumento estratégico para se imaginar o (in)imaginável e se inventarem os futuros.