Mês: Maio 2020

Com a Língua Portuguesa estava lançado o veículo que conduz o pensamento português, i.e., a palavra, os conceitos e os signos, que, reflectindo uma experiência cultural específica e «situada», vão derramar-se na universalidade como exprime o génio camoniano, «Cantando espalharei por toda a parte….». Os Lusíadas, constituem a primeira visão

Muitos lembram-se da sua voz cristalina no musical O Que Faz Falta que esteve em cena no Teatro Villaret em 2010, altura em que Camila Honda frequentou em Portugal um mestrado de Criação Artística na Universidade de Aveiro. Nascida no Belém do Pará, ela é um produto dos tempos de

Os Portugueses de Quatrocentos e Quinhentos, ao longo de um processo evolutivo de mais de cem anos, foram os pioneiros na inovação tecnológica e geoestratégica numa época de transição. Valeram-se do improviso organizacional, de uma lógica incremental e de um pensamento «out-of-the-box». Souberam agarrar uma janela de oportunidade da História

O João, como diz na sua página do facebook, é um homem dos mil ofícios, encenador, professor e educador, produtor cultural, marido, pai e amante das energias positivas. É diretor do Centro Cultural Português Pólo do Mindelo, do Instituto Camões, e encenador na empresa Grupo de Teatro do Centro Cultural Português do

Seria preciso falharmos muito para que o português não fosse daqui a dez anos uma das principais línguas do mundo.